Buscar
SECA
17/04/2012 | 12h04

Sem chuva prevista para os próximos meses, seca tende a agravar no norte de MG e no Nordeste

Baixa temperatura da água do oceano Atlântico é um dos motivos para a falta de chuva na região, diz Somar

Atualizada às 12h26
  • Enviar
Valter Campanato/ABr
Foto: Valter Campanato/ABr
Produtores atingidos pela seca terão maior prazo para quitar dívidas no Nordeste

Apesar do avanço de uma frente fria pelo Sudeste, a baixa temperatura da água do mar faz com que o sistema perca força e não consiga organizar a umidade da Amazônia, informa boletim da Somar Meteorologia. Segundo a previsão, apenas em parte do cerrado mineiro deve haver mais nebulosidade nesta terça.

– A persistência desta água do Atlântico mais fria que o normal é um dos motivos para a falta de chuva entre o norte de Minas Gerais e o Nordeste. Além das frentes frias, outros sistemas meteorológicos, como a Zona de Convergência Intertropical não provocaram chuvas fortes como de costume – afirma o meteorologista Celso Oliveira.

Na região de Janapuba, norte de Minas Gerais, algumas barragens estão com apenas 20% da capacidade, lembrando que a região mal entrou em seu período mais seco. A tendência é de que não chova forte até pelo menos o mês de setembro.

De acordo com o Instituto Nacional de Meteorologia, em Espinosa (MG), um dos municípios da região de Janaúba, choveu menos de 450mm entre outubro do ano passado e abril deste ano. O normal seria, pelo menos, 750mm.

No Ceará, a Conab prevê redução de 37% na produção de milho. Na região de Baturité, no norte do Ceará, a estação meteorológica de Guaramiranga não registra chuva agrícola (pelo menos 10mm em 24 horas) desde o fim do mês passado.

No norte do Piauí, região de Campo Maior, a safra também está bastante comprometida. Muitos produtores acreditam que a seca deste ano esteja muito semelhante à de 1983, quando houve um dos maiores fenômenos El Niño das últimas décadas. Desde o início do ano, choveu aproximadamente 350mm, quando o normal seriam, pelo menos, 600mm.

Situação de emergência

Na segunda, dia 16, a Secretaria Nacional de Defesa Civil reconheceu situação de emergência em 14 municípios brasileiros em razão da seca: Poço Redondo, em Sergipe; Piritiba, na Bahia; Padre Carvalho e São Francisco, em Minas Gerais; Belém do Piauí, Cajazeiras do Piauí, Curimatá, Geminiano e Regeneração, no Piauí; Cacique Doble, Charrua e São José do Ouro, no Rio Grande do Sul e Balneário Gaivota e Ibicaré, em Santa Catarina.

Além disso, o Diário Oficial da União informou nessa segunda que o Banco Central que prorrogou por um ano o prazo de renegociação dos vencimentos das dívidas do crédito rural para os produtores rurais atingidos pela seca e amparados pelo Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf).

CANAL RURAL

  • Enviar

Previsão para os próximos dias

BOLETIM

carregando...

MAPAS

mapa

Fases da lua

  • Nova 24/09
  • Crescente 01/10
  • Cheia 08/10
  • Minguante 15/10

Estações do ano

  • Outono 20/03
  • Inverno 21/06
  • Primavera 23/09
  • Verão 21/12

Próximas transmissões

(divulgação)

Leilão Virtual Estância da Glória

  • Data:  31/10
  • Início:  21h
  •  
  •  
C2Rural - Transmissão e evento de leilões.  Veja mais
(Canal Rural)

VOCÊ NO RURAL

Conheça as nossas vagas e faça parte do principal
veículo de comunicação do agronegócio do país

Canal Rural

© 2011-2014 RuralBR.com.br

Todos os direitos reservados