Buscar
PREVISÃO PARA O MÊS
30/01/2012 | 15h27

Sudeste e Centro-Oeste devem ter menos chuva em fevereiro

Predomínio de sol e temperatura em elevação beneficiam colheita em Mato Grosso, Goiás e Minas Gerais

  • Enviar
Lauro Alves
Foto: Lauro Alves / Agencia RBS
Predomínio de sol e temperatura em elevação beneficiam colheita em Mato Grosso, Goiás e Minas Gerais

A semana começa com chuvas concentradas no Sudeste e no Centro-Oeste do Brasil, por causa da presença de uma frente fria entre o Espírito Santo e a Bahia. Segundo boletim da Somar Meteorologia, o avanço dessa frente fria deve provocar chuvas no oeste e sul da Região Nordeste, favorecendo as principais regiões produtoras de soja, algodão e milho, do oeste da Bahia, sul do Maranhão e sul do Piauí, assim como no Estado de Tocantins.

Leia mais: Chuva intensa permanece sobre partes
do Sudeste, Centro-Oeste e Norte esta semana

Depois de um janeiro chuvoso, o início de fevereiro promete menos água no Sudeste e no Centro-Oeste, com predomínio de período de sol e temperatura em elevação, beneficiando principalmente o processo de colheita em Mato Grosso, Goiás e Minas Gerais.

– A tendência é que o volume de água diminua nessas regiões em relação ao observado em janeiro – informa o sócio-diretor da Somar, Paulo Etchichury.

Já para o Sul do Brasil, a previsão é de que, mesmo de forma irregular, as chuvas sejam mais frequentes e em maiores volumes em fevereiro. No entanto, toda a região, em particular o Rio Grande do Sul, ainda tem nesta semana um período seco, com predomínio de sol e forte calor. A mudanças do clima, com retorno das chuvas, deve ocorrer a partir do próximo fim de semana.

A semana

O acumulado de chuva na semana passada mostra que os maiores volumes ficaram concentrados entre São Paulo e sul de Minas Gerais, além dos Estados do Norte.

No Sul, o Paraná e o centro-leste de Santa Catarina tiveram bons volumes o que, em parte, ameniza os efeitos da estiagem e beneficia diretamente a lavoura de soja. Já o Rio Grande do Sul e o oeste de Santa Catarina, que são as regiões mais prejudicadas pela falta de água durante o verão, tiveram alguns episódios de chuvas na semana passada. Elas, no entanto, foram muito irregulares e insuficientes para reverter os efeitos da estiagem. Mesmo assim, a lavoura de soja foi a mais beneficiada.

A situação é mais crítica no oeste do Rio Grande do Sul, onde praticamente ainda não choveu este mês e a condição da umidade do solo alcança níveis críticos - abaixo de 30%.

No Paraná e em Mato Grosso do Sul as chuvas de janeiro continuam irregulares, mas já se configura um cenário climático bem melhor em relação ao observado em dezembro passado. As chuvas da semana passada favoreceram diretamente a lavoura de soja.

No Nordeste, as chuvas em janeiro diminuíram em relação ao observado em dezembro. E na semana passada os volumes foram escassos.

– Muitas regiões praticamente não tiveram chuva durante toda a semana – comenta Etchichury.

AGÊNCIA ESTADO

  • Enviar

Previsão para os próximos dias

BOLETIM

carregando...

MAPAS

mapa

Fases da lua

  • Nova 26/07
  • Crescente 03/08
  • Cheia 10/08
  • Minguante 17/08

Estações do ano

  • Outono 20/03
  • Inverno 21/06
  • Primavera 23/09
  • Verão 21/12

Próximas transmissões

(C2Rural)

1º Leilão Virtual Programa do Leite Sítio Josan

  • Data:  24/08
  • Início:  10h
  •  
  •  
C2Rural - Transmissão e evento de leilões.  Veja mais
(Canal Rural)

VOCÊ NO RURAL

Conheça as nossas vagas e faça parte do principal
veículo de comunicação do agronegócio do país

Canal Rural

© 2011-2014 RuralBR.com.br

Todos os direitos reservados